8 de dez de 2007

Barão Erva-mate segue rumo à China


Enquanto tantas empresas brasileiras importam produtos chineses, a Barão Erva-mate, faz o caminho inverso. Na carona da expansão do consumo de chimarrão pelo continente asiático, a ervateira sediada em Barão de Cotegipe, ao norte do Rio Grande do Sul, selou sua primeira grande exportação para a China – um contêiner de 22 toneladas de erva-mate nativa embalada a vácuo. A empresa que produz, mensalmente, 350 toneladas e foi a primeira indústria no Estado a receber o selo de certificação da Emater, já exporta também para o Uruguai, a Alemanha e os Estados Unidos.