20 de jun de 2007

Ecologicamente correto


Quando o pai do arquiteto Cristiano Kunze optou pelo desmanche de um galpão de madeira que utilizara por alguns anos, na cidade de Blumenau, Santa Catarina, as paredes do imóvel já tinham destino certo. Construído com pinho (pinheiro brasileiro ou araucária, árvore símbolo das terras altas do sul do Brasil) remanescente dos tempos em que a família administrou uma madeireira, o galpão coberto por telha de amianto e usado como depósito de ferramentas, deu origem a peças de mobiliário que evidenciam o aspecto maciço dessa madeira. Junto das também arquitetas e sócias Cristina Gondim e Nathalia Cantergiani, Cristiano projetou e desenvolveu cadeiras, cubos (com ou sem rodas e prateleiras) e um revisteiro compondo uma coleção homônima à matéria-prima.Os itens, assinados pela marca Cometa Design, são comercializados na galeria inaugurada pelo trio há pouco mais de meio ano, em Porto Alegre (rua Gal. Bento Martins, nº562), além de em outros pontos de venda no Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo. "Como a coleção foi totalmente pensada com base na madeira que obtivemos na demolição, o número de peças é limitado, o que reforça o caráter de exclusividade e autenticidade dos produtos sob a marca. São objetos únicos que intencionam mostrar, além do desenho, a 'alma' do material", enfatiza Cristiano. Mais do que conservar e possibilitar o uso das peças em interiores ou jardim, o acabamento natural, com selador e cera, valoriza os desenhos de linhas e nós característicos desta madeira. A linha completa, que abrange demais objetos como utensílios para casa, decoração, acessórios e vestuário, pode ser vista através do site.