11 de dez de 2013

Estreia de escritor na dramaturgia marca primeiro lançamento do selo editorial da Breviário Cursos


“Quatro por quatro”, de Robertson Frizero, ganha lançamento hoje, 11 de dezembro, a partir das 19h30min, na Sapere Aude! Livros, em Porto Alegre, RS.
Duas comédias e dois dramas escritos para o teatro, todos eles para elencos de quatro atores: esta é a proposta do mais novo livro do escritor Robertson Frizero. “Quatro por Quatro – quatro peças teatrais curtas para elenco de quatro atores” terá coquetel de lançamento e sessão de autógrafos na Sapere Aude! Livros localizada na rua Lopo Gonçalves, 33, Cidade Baixa, em Porto Alegre, RS, nesta quarta-feira, 11 de dezembro, a partir das 19h30min.
Embora este seja o primeiro livro de dramaturgia de Frizero, ele não é apenas um aventureiro nesse gênero tão pouco publicado no Brasil. Há mais de sete anos integra o grupo Dran de dramaturgia, que funciona no Theatro São Pedro sob a orientação da professora, diretora e dramaturga premiada Graça Nunes. Em 2012, o grupo lançou o projeto “Teatro com Graça” e o livro de mesmo nome, com textos de seus diversos dramaturgos, incluindo Frizero.
Quatro por quatro” traz quatro histórias: em “A Primeira Vez”, um funcionário público vê-se envolvido por um casal de pilantras em um possível escândalo sexual; “Contra-luz” passa-se em um farol abandonado no litoral do RS e tem como tema central a opressão contra as mulheres; “Ação de Graças” traz um casal multicultural – um americano e uma brasileira – que espera a chegada da rígida mãe americana para o jantar do Dia de Ação de Graças e é surpreendido pela chegada da despojada mãe brasileira; “Esperança” conta a história da personagem-título, uma jovem guerrilheira apaixonada sobre quem recaem terríveis suspeitas de traição. O livro é uma produção independente, a primeira que sai pelo selo editorial Breviário Cursos.
Saiba + sobre o autor:
Robertson Frizero é Mestre em Letras pela PUCRS, escritor e tradutor. Seu livro de estreia, “Por que o Elvis não Latiu?” (Editora 8Inverso), foi indicado ao Prêmio Açorianos de Literatura de 2011 na categoria Literatura Infantil e agraciado com o Prêmio Crescer como um dos trinta melhores livros infantis do ano e mais votado pelo público. Há projetos de encenação e de adaptação cinematográfica para diversos textos dramáticos da autoria de Frizero, incluindo dois textos do livro “Quatro por Quatro”.